Sim à vida, Sim ao mundo, Sim ao real

Sim à vida, Sim ao mundo, Sim ao real

Sim à vida, Sim ao mundo, Sim ao real 2000 1620 Ana Monção

Sim à vida, Sim ao mundo, Sim ao real

“Aceitar não é renunciar ou submeter-se, não é aprovar mas enfrentar o que é (por agora).
Não é dizer “está bem”, mas dizer-se “Está aqui”.

Muitas investigações comprovaram que no momento em que se aceita, em que se diz “sim”, o nosso nível de stress psicológico e biológico baixam.
E depois do “sim , há o  “Então vamos lá”. O que sucede o “sim” é a “acção”. Não o reagir, mas o responder.

Ver abaixo: L’acceptation, par Christophe André (A Aceitação segundo Christophe André, psiquiatra)

%d bloggers like this: